Alopécia Feminina

A Consulta de Naturopatia e a Queda de Cabelo nas Mulheres

Acredita-se erroneamente que a alopecia, ou queda de cabelo anormal, seja um problema exclusivamente masculino, no entanto, estima-se que esta afete pelo menos um terço das mulheres.

O ciclo natural de crescimento e queda do cabelo ocorre em três fases:

Fase anágena – Fase em que o cabelo cresce ativamente. Pode durar entre dois a oito anos.

Fase catágena – Fase de transição em que o cabelo para de crescer. Dura até três semanas.

Fase telógena – Fase do ciclo capilar em que acontece a queda do cabelo.

Após o cabelo cair, o folículo piloso permanece dormente, normalmente durante cerca de três meses, até voltar à fase anágena.

As causas subjacentes à queda de cabelo nas mulheres estão normalmente relacionadas com os altos níveis de androgénios, o hipotiroidismo, as deficiências nutricionais ou a toma de certos medicamentos.

Altos Níveis de Androgénios

Assim como os homens, as mulheres podem sofrer de queda de cabelo por excesso de androgénios.

Sendo o padrão de queda de cabelo feminino mais difuso do que o padrão masculino, este é referido como queda de cabelo de padrão feminino.

É uma condição relativamente comum, estimando-se que afete aproximadamente 30% das mulheres antes dos 50 anos.

Queda de Cabelo

Segundo Ibrahim M Ibrahim et al. 2021, o presente estudo teve como objetivo investigar a eficácia clínica do óleo de sementes de abóbora no tratamento da queda de cabelo de padrão feminino e comparar o seu efeito com o Minoxidil.

Pacientes com queda de cabelo de padrão feminino foram aleatoriamente designadas para o tratamento óleo de semente de abóbora (n = 30; grupo A) ou Minoxidil (n = 30; grupo B) durante um período de 3 meses.

As pacientes foram avaliadas no início do estudo, um mês e meio após o início e no final do estudo.

Entre as pacientes do grupo A (óleo de sementes de abóbora), foi observado um aumento significativo no crescimento do cabelo de (0,13 ± 0,5) antes do tratamento para (0,9 ± 1,0) após o tratamento (P < 0,001).

Sendo concluído que os resultados alcançados no presente estudo fornecem evidências da ação promissora do óleo de sementes de abóbora no tratamento da queda de cabelo de padrão feminino.

Naturopatia Alopécia Feminina

Hipotiroidismo

A queda de cabelo é um dos sinais cardinais do hipotiroidismo, estimando-se que 1% a 4% da população adulta tenha hipotiroidismo moderado a grave.

A Consulta de Naturopatia e o Hipotiroidismo https://vascoromaozinho.pt/2022/07/21/a-consulta-de-naturopatia-e-o-hipotiroidismo/

Deficiências Nutricionais

Segundo Hind M Almohanna et al. 2019, a deficiência de vitaminas e minerais pode representar um fator de risco modificável associado ao desenvolvimento, prevenção e tratamento da queda de cabelo.

Vitaminas B

A deficiência de vitamina B2 (riboflavina), vitamina B7 (biotina), vitamina B9 (folato) ou vitamina B12 tem sido associada à queda de cabelo.

Vitamina C

Crucial em pacientes com queda de cabelo associada à deficiência de ferro.

Queda de Cabelo

Vitamina D

A maioria dos estudos concorda com a suplementação de vitamina D em pacientes com queda de cabelo e deficiência de vitamina D.

Zinco

A queda de cabelo é um sinal bem conhecido de deficiência de zinco.

Ferro

A maioria dos estudos concorda com a suplementação de ferro em pacientes com deficiência de ferro ou ferritina e queda de cabelo.

Vitamina A / Selénio

A suplementação excessiva de vitamina A ou selénio pode causar toxicidade e queda de cabelo.

Medicamentos

Uma longa lista de medicamentos pode causar queda de cabelo.

Segundo P M van den Bemt et al. 1999, as principais categorias de medicamentos que podem causar alopecia referidas na literatura são os antineoplásicos, anticoagulantes, interferons, derivados de retinoides e carbonato de lítio.

A Fundação Holandesa de Farmacovigilância recebeu relatos de alopecia como efeito colateral de antimaláricos, agentes bloqueadores dos recetores beta, hormonas sexuais, inibidores da enzima conversora da angiotensina, antagonistas da angiotensina II e anticoagulantes.

Naturopatia Alopécia Feminina

Segundo M E Llau et al. 1995, os medicamentos são capazes de produzir um amplo espectro de queda de cabelo, desde a queda quase impercetível até à calvície irreversível.

A perda de cabelo é relatada como efeito secundário de alguns agentes anticonvulsivantes, principalmente o ácido valpróico.

Entre os anti-hipertensivos, os antagonistas dos recetores beta-adrenérgicos sistémicos ou tópicos devem ser considerados como possíveis causas de queda de cabelo.

A perda de cabelo por salicilatos ou analgésicos não esteroides ocorre numa percentagem pequena de pacientes.

Todos os medicamentos anticoagulantes e anti tiroidianos podem causar queda de cabelo.

A queda de cabelo difusa também pode estar associada ao uso de anticoncecionais orais, durante a toma da pílula e após a sua interrupção.

Há uma longa lista de medicamentos que ocasionalmente foram citados como causadores de queda de cabelo: cimetidina, retinóides, anfetaminas, bromocriptina e levodopa.

Alguns casos foram relatados com alguns agentes hipocolesterolémicos ou anti-infeciosos.

Naturopatia Alopécia Feminina

Segundo T Rais et al. 2005, a queda de cabelo pode ser um efeito colateral frequentemente associado ao uso de medicamentos psicotrópicos como o valproato e o lítio.

No caso de antidepressivos mais recentes, a literatura menciona relatos de casos de perda de cabelo associada à fluoxetina, sertralina, paroxetina, venlafaxina e nefazodona.

Bibliografia:

A randomized, double-blind, placebo-controlled trial to determine the effectiveness of botanically derived inhibitors of 5-alpha-reductase in the treatment of androgenetic alopecia https://www.liebertpub.com/doi/10.1089/acm.2002.8.143

Pumpkin seed oil vs. minoxidil 5% topical foam for the treatment of female pattern hair loss: A randomized comparative trial https://onlinelibrary.wiley.com/doi/10.1111/jocd.13976

The Role of Vitamins and Minerals in Hair Loss: A Review https://link.springer.com/article/10.1007/s13555-018-0278-6

Drug induced alopecia https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/10368719/

Drug-induced alopecia: review of the literature https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/7631289/

Hair loss associated with long-term sertraline treatment in teenager https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/21152163/